acesse







     
 
< voltar

#2 Made in Baixada  
Faixas  Letras e Cifras  Onde Comprar  Download  
E
Subiu na laje
            A
empinou a pipa
              B7                     E
o sol batia forte lá em Belford Roxo
                              A
O chão da laje é feito de cimento
                  B7                  E
mas só queima o pé de menino frouxo
                                A
E Marco Aurélio nasceu no subúrbio
            B7                 E
desde moleque ele é bicho solto
                        A
Atarracado, leonino brabo,
                  B7                E
nasceu ao meio-dia, 14 de agosto
            A                       Bm
Com 15 anos foi morar em Copa
            G                      A
e se mudou muito a contragosto
           A                        Bm
O pai então lhe deu uma 'motoca'
            G                  A
Com que ele ia para Belford Roxo
            E                    A
Mas logo, logo, descobriu a área
            B7                  E                        
virou boyzinho lá da Santa Clara
                              A
Passava a noite lá na Prado Júnior
          B7                       E
Comia puta no meio do túnel
                              A

De madrugada ele roubava teipe
            B7                 E      
pra tirar marra lá no Tabajara!
                              A
E Marco Aurélio adorava enfeite
                    B7                  E
Usava quatro anéis e um colar de palha
                   A                       Bm
Até que um dia ele rodou com os hômi
         G                  A
e foi parar na décima oitava
              A                     Bm
E o pai do Marco teve que dar grana
            G                  A
Senão da cana ele não escapava
            
            (ESPECIAL)

                     E                 A
E como Marco era 'di maior'
B7                  E
o pai pôs ele no caixa de um banco
                        A
desde então Marco só anda só
                 B7                E      
ficou até com fama de menino santo
                                           A
Até que um dia conheceu uma menina
                   B7
Pensou que era sua
                 E      
se jogou no vento...
                              A
Mas ela, como todas nessa idade,
                        B7                      E
Disse: 'Marco, tô confusa, vamos dar um tempo!'
            A                       Bm

E Marco Aurélio ficou revoltado,
         G                     A
e começou a cheirar cocaína
           A                       Bm
E se perguntam o porquê dessa vida
            G                  A
Marco só mostra a foto da menina...
        E                        A
Hoje Marco anda por Copacabana
                      B7                             E      
quem olha pra esse homem não diz que um dia
                         A
ele já foi um garoto saudável
                  B7                    E
pelas ruas da Baixada todo dia corria
                            A
Pra molecada da rua do Marco
                 B7                   E
Dizem que a droga acabou com sua raça
                              A
Mas a galera que é amiga do Marco
                       B7
Sabe que foi uma mulher
            E
a sua desgraça...


 
   
© Claudio Henrique - todos os direitos LIBERADOS desenvolvido por Fabrica de Design